11 2721-3977

vertexindustria

facebook google plus linkedin

NOTÍCIAS

Peças usinadas: setor será beneficiado com nacionalização de blocos e cabeçotes da Renault

10/07/2018

Peças usinadas tem tudo para ter, neste ano, um aumento ainda maior na demanda.

Isto porque o setor de peças usinadas prevê um crescimento na produção devido a nacionalização de blocos e cabeçotes da Renault, num investimento de cerca de R$ 350 milhões na nova fábrica de Curitiba Injeção Alumínio (CIA). A nova instalação possui capacidade para produzir 500 mil peças e é a 40 fábrica que integra o complexo Ayrton Senna, localizado no Paraná, onde possuí unidades que produzem veículos de passeio, comerciais, leves e motores.

A nova área possuí cerca de 14 mil m2 e será responsável por produzir blocos e cabeçotes do motor 1.6 SCe que, até então, eram 100% importados. O complexo industrial, atualmente, conta com aproximadamente 100 colaboradores que estão distribuídos em dois turnos, sendo que as obras que antecederam a inauguração mobilizaram mais de 2.000 pessoas, envolvendo equipes da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi de 11 países. E todos com um único foco: entregar uma fábrica moderna e altamente sustentável. A instalação possui 165 máquinas com tecnologia de ponta, oriundas de mais de 11 países, dentre eles: Japão, Coreia, França, Espanha e Brasil. Vale ressaltar que as linhas de acabamento do cabeçote e os fornos de fusão, assim como tratamento térmico e pré-aquecimento, são produzidos internamente.

“Desde que a Renault começou a fabricar no Brasil, há 20 anos, investimos cerca de R$ 7 bilhões para fazer da unidade brasileira uma planta estratégica não apenas para o país, mas para toda a Região Américas. A inauguração da CIA traz uma dose extra de eficiência ao nosso negócio, permitindo que alcancemos resultados ainda melhores”, é o que diz o presidente da Renault                                                                                                                      para a América Latina, Olivier Murguet.

Hoje, o processo produtivo da produção do bloco é realizado em quatro etapas julgadas importantes: fusão, injeção de alta pressão, acabamento e tratamento térmico.

No que diz respeito à Curitiba Motores (CMO), a fábrica está passando por processo de ampliação e o investimento está estimado na casa de R$ 400 milhões. Desde 1999, a empresa já fabricou 3,8 milhões de motores, exportando 40% desse total.

Dentro desta perspectiva, podemos perceber que a confiança das grandes empresas na economia não para de crescer, por isso, seguem investindo. E prova disso é o último investimento feito pela montadora Renault. Sabe o que isso significa? Isso significa que quem não estiver preparado para atender a demanda que o mercado vem oferecendo, perderá uma excelente oportunidade.

E a Vertex Usinagem está atenta à demanda do mercado e possui centros de usinagem e tornos CNC modernos e precisos para produzir peças usinadas e/ou conjuntos usinados com excelente custo-benefício e de qualidade. Para saber mais, entre em contato com a gente!

Clique aqui e curta nossa página no Facebook!

Para mais notícias, clique aqui.