11 2721-3977

vertexindustria

facebook google plus linkedin

NOTÍCIAS

Usinagem de peças: alta na exportação beneficia setor

05/10/2018

Usinagem de peças pode ser beneficiada com o atual cenário do setor industrial.

E isso está relacionado aos resultados positivos sobre a exportação brasileira que vêm movimentado o setor. De acordo com a Organização Mundial do Comércio (OMC), o Brasil teve aumento significativo nas exportações, conforme dados divulgados pelo Trade and Statistics Outlook. As vendas para o comércio exterior alcançaram a 60 posição no ranking entre os 30 maiores exportadores do mundo, ultrapassando até mesmo países como Estados Unidos, China e Alemanha. A notícia agitou o mercado de usinagem de peças, já que a demanda pelos serviços só tende a crescer.

Em relação a valores, o relatório apontou que as exportações brasileiras tiveram crescimento de 17,5%, superando a média mundial, após um período de cinco anos de queda consecutiva. Segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, o crescimento da safra agrícola, a demanda por produção de petróleo, as exportações de bens manufaturados, como o setor automotivo, por exemplo, são os principais influenciadores pelo aumento das exportações.

Para se ter uma ideia, no ano passado, só no setor automotivo, o Brasil exportou 791 mil veículos de cargas e automóveis para, pelo menos, 83 países variados, alcançando média de crescimento de 40%, se comparado com ano anterior.

As altas nas exportações representam um avanço para a economia brasileira, o que tem levado os setores da indústria a seguirem investindo, cada vez mais. Se preparar para o aumento de demanda do setor, portanto, é imprescindível para o crescimento de todo e qualquer negócio que fornece serviços de usinagem. Por isso, a Vertex Usinagem investe em centros de usinagem e tornos CNC de altíssima precisão para produzir peças usinadas com excelente custo-benefício e qualidade. Para saber mais, entre em contato com a gente!

Clique aqui e curta nossa página no Facebook!

Para mais notícias, clique aqui.